Laboratórios

Grande parte das instituições envolvidas na proposta são unidades de pesquisa consolidadas no cenário nacional, que já atuam em redes temáticas há mais uma década, investigando do ponto de vista tectônico a região sul-sudeste brasileira e sua correlação com os terrenos geológicos da África Oriental. Do ponto de vista do suporte laboratorial, as unidades de pesquisa envolvidas dispõem de modernos laboratórios analíticos de grande porte que atuarão em rede, com características multiusuárias, com vistas a apoiar o desenvolvimento da pesquisa e a formação de recursos humanos. Por questões de espaço disponível listamos somente as instituições com grande parque laboratorial.

Todos os institutos do INCT contam com secretarias de apoio e técnicos especializados nos laboratórios de pesquisa


Faculdade de Geologia da UERJ:

http://www.fgel.uerj.br/laboratorios.html

Laboratório Geológico de Preparação de Amostras:
O LGPA concentra todas as atividades de preparação de amostras para análises mineralógicas, químicas e geocronológicas, com ambientes específicos para: britagem, moagem, laminação, tratamento químico, além de uma litoteca. Possui ainda dois setores específicos: (A) Separação Mineral que executam processos físicos e químicos de separação mineral e pulverização, (B) Laminação que concentra atividades de confecção de lâminas petrográficas, secções polidas, corte e polimento.

Laboratório de Geocronologia e Isótopos Radiogênicos:
O LAGIR é o primeiro laboratório de geocronologia isotópica do Estado do Rio de Janeiro e o quinto do Brasil. Conta com salas limpas (clean-room) à pressão positiva do ar e outro ambiente para análises isotópicas pôr termo-ionização, equipado com o espectrômetro de massa de última geração TRITON-TI. Realiza rotineiramente análises Sm-Nd e Sr-Sr,

Laboratório de Estudos Tectônicos:
O Let-Tektos laboratório reúne uma equipe técnica e uma infraestrutura computacional especializada no processamento de dados geológicos, digitalização e edição de mapas geológicos, na normatização e na definição das convenções gráficas utilizadas nos produtos do laboratório. Desde 2006 o LET vem produzindo mapas geológicos em parceria com o Serviço Geológico do Brasil (CPRM) e a CODEMIG,

Laboratório Multi-Usuário de Análises Químicas e Isotópicas:
O MultiLab conta com equipamentos para análises químicas e isotópicas de última geração que incluem um espectrômetro de massa Neptune (LA-ICP-MS-MC da Thermo) com multicoletores onde as amostras são ionizadas por plasma induzido, além de um outro do tipo Elements. Esta geometria permite a sua aplicação em análises para geocronologia U-Pb e Lu-Hf em zircão e outros minerais ricos em U e Th. Conta ainda com um FEI-MEV, para confecção de imagens de alta resolução imageamento de superfícies polidas.

Laboratório de Petrografia/Petrologia:
equipados com montado com microscópios modernos apara estudos petrográficos e metalográficos.

No IG UFMG

http://www.cpmtc-igc-ufmg.org/laboratorios.html

O CPMTC conta atualmente com treze laboratórios completamente funcionais e produtivos, que funcionam em conjunto e tem toda sua gestão financeira coordenada e executada via FUNDEP. Possui corpo técnico especializado que dá atendimento aos diversos laboratórios, contando hoje com seis técnicos em mineração e química, além de uma servidora administrativa. A gestão laboratorial do CPMTC é realizada via Conselho Diretor, conforme regimento geral que pode ser acessado em http://cpmtc-igc-ufmg.org/.

Laboratório de Mapeamento Geológico Digital e Geotectônica (MGD):
Este laboratório se dedica à produção de mapas geológicos, integração geológica regional e modelagem geotectônica, por meio de métodos de cartografia digital e geoprocessamento em ambiente (SIG).

Laboratório de Difração e Fluorescência de Raios-X:
A análise por difração de raios X permite a identificação mineral através da caracterização de sua estrutura cristalina. O laboratório de difração de raios X do CPMTC dispõe de equipamento que trabalha com material pulverizado.

Laboratório de Microssonda Eletrônica:
Este equipamento de grande porte é capaz de dosar quimicamente quantidades ínfimas de material mineralógico. Tal equipamento, implantado no Dep. de Física do ICEX/UFMG, tem o CPMTC como um dos consorciados de seu funcionamento.

Laboratório Microestrutural:
O laboratório tem como finalidade dar suporte a estudos texturais. Ele tem sido utilizado principalmente para análises aplicadas a depósitos de minério de ferro associados a BIFs.

Observatório Nacional

http://www.pegbr.on.br:8080/

Laboratório do Pool de Equipamentos de Geofísica:
O Brasil implantou um Pool de equipamentos de geofísica para dar suporte a projetos de pesquisa. A ideia foi proposta por cientistas dos diversos institutos de pesquisa e universidades que constituem a Rede Temática de Estudos Geotectônicos coordenada pela Petrobras, a saber: ON, USP, UnB, UFRN, UNESP, UFOP, UERJ, UFF, UFPR, UFRGS, UFRJ, INPE, UFMG e UNICAMP. O Pool está equipado e conta com instrumental para sismologia, gravimetria, magnetometria e geoeletricidade (Magnetotelúrico e eletromagnético transiente). A utilização destes equipamentos permite estudos de temas relevantes, tais como da estrutura crustal e litosférica da placa Sul-Americana, da interação crosta continental e oceânica e da relação da estruturação do embasamento na evolução de bacias sedimentares. O pool está instalado nas dependências do Observatório Nacional, no Rio de Janeiro.

Laboratório de Petrofísica (LabPetrON):
foi criado nas dependências do prédio de Pesquisa em Geofísica, Lélio Gama. O LabPetrON ocupa um espaço de 20 metros quadrados. A implantação da infraestrutura laboratorial em petrofísica para a análise de amostras geológicas (minerais e rochas) está sendo financiada pela FAPERJ. Em 2010, foram adquiridos alguns novos equipamentos. Dentre os equipamentos destacamos: 1) um aparelho de Ressonância Magnética Nuclear (RMN) para análise de núcleos de rochas, um dos poucos existentes no Brasil; 2) um porosímetro e um permeabilímetro a gás, destinados à investigação de propriedades permoporosas, um susceptibilímetro magnético, um ultrassom de ondas P.

No Departamento de Geologia da UFPR

Laboratório de Pesquisas em Geofísica Aplicada: (www.lpga.ufpr.br)
O Laboratório de Pesquisas em Geofísica Aplicada (LPGA) se localiza no piso térreo do prédio da Administração, no Centro Politécnico. No LPGA são realizadas atividades de ensino de graduação e pós-graduação em Geofísica. Os equipamentos do LPGA são utilizados em aulas de campo, em trabalhos de pesquisa e na prestação de serviços. A investigação científica do LPGA visa à solução de problemas de interesse social referentes à exploração do solo e subsolo, utilizando a aplicação de métodos geofísicos aéreos e terrestres. São feitos trabalhos de integração e processamento de dados geofísicos, geológicos e de sensoriamento remoto de áreas de exploração mineral, exploração de hidrocarbonetos, exploração de águas subterrâneas, estudos geotécnicos, estudos ambientais, estudos forenses, além da integração de dados exploratórios multifonte.

Na UFG

Serão disponibilizadas as estruturas dos Laboratórios de Microscopia e de Mineralogia Aplicada.

A UFOP

Possui grande parque laboratorial, com os laboratórios de Geocronologia (com dois espectrômetros de massa por plasma acoplados à laser) e a Microssonda Eletrônica, om forte interação com o setor produtivo.

UNESP

MEV, Microssonda, ICP-MS, isótopos estáveis C-O, isótopos de gases nobres, traços de fissão em apatita e zircão, U-Th-He em apatita.